[Rails Summit 2009] Palestrante Carlos Brando

2009 September 21, 07:18 h - tags: railssummit2009

Rails Summit 2009

English translation: click here

O Carlos Brando acho que dispensa apresentações :-) Todos já o conhecem pelo blog Nome do Jogo, pelo e-book Rails 2.1 e por projetos open-source como o Remarkable. Dentre suas colaborações mais recentes, está a tradução do excelente livro do _why, o Poignant Guide to Ruby; e o lançamento da versão nacional do site britânico Ruby Inside

Na sua própria descrição, ele é viciado em programação e atualmente é diretor de tecnologia da Amanaiê, uma empresa que cria, produz e distribui aplicativos sociais. Atua na área de desenvolvimento de softwares há mais de doze anos, tendo trabalhado com Visual Basic, C, C++, Java, C# e agora Ruby. Já trabalhou em várias companhias brasileiras e estrangeiras como Portugal Telecom Group, AT&T Latin America, DirecTV, SKY, VISA e Surgeworks Inc.

Já se apresentou em vários eventos brasileiros relacionados com Ruby, incluindo a edição do ano passado do Rails Summit Latin America.

Além de suas atividades profissionais, Carlos e sua esposa trabalham como voluntários dando aulas para deficientes auditivos. Ele regularmente ensina língua de sinais e atua como interprete.

AkitaOnRails: Como você encontrou Ruby/Rails, o que foi que mais te atraiu?

Eu já trabalhava há 12 anos como programador e pelo menos 7 principalmente com tecnologia Microsoft e estava um pouco cansado de fazer as mesmas coisas todos os dias, literalmente tinha perdido o prazer no meu trabalho. Foi quando ouvi falar do Rails pela primeira vez, mas sem entender do que se tratava, simplesmente o ignorei. Alguns meses depois li um artigo no blog do Chad Fowler onde ele mencionava o Ruby e como estava feliz em trabalhar com esta linguagem e isto me fez voltar a olhar para o Rails.

Comecei estudando por conta própria e comprei o livro “Repensando a web com Rails” do Fábio Akita e o The Ruby Way de Hal Fulton. Em duas semanas eu já tinha montado meu primeiro site em Rails, o extinto CarreiraTI, um site de empregos para profissionais da área de tecnologia. Seis meses depois fui convidado para fazer parte da equipe da Surgeworks, onde trabalhei por quase 2 anos.

AkitaOnRails: Quais assuntos mais te interessam atualmente e por quê?

Tenho me interessado muito pelas entranhas da linguagem, entender como o Ruby funciona por dentro. Aos poucos estou deixando o Rails cada vez mais de lado, e me envolvendo mais com o Ruby.

AkitaOnRails: Sobre o que trata sua palestra e para que tipos de desenvolvedores é mais indicado?

Atualmente fui contratado por uma startup brasileira chamada Amanaiê, que desenvolve aplicativos para redes sociais. Depois de passar um tempo fazendo software para estas plataformas, estou trabalhando especificamente no desenvolvimento de um framework para acelerar a criação de projetos deste tipo. Durante muito tempo acompanhei de perto o desenvolvimento do Rails, o que me rendeu dois livros. Este conhecimento é o que tem me ajudado a repensar algumas coisas e criar um novo framework baseado no Ruby.

Minha palestra no Rails Summit tratará exatamente deste tema: o processo de construção de um framework utilizando Ruby. Se você realmente quer entender como o Rails funciona, então crie o seu próprio framework. Nesta palestra vou comentar sobre algumas das dificuldades que encontrei durante este projeto e quais as soluções encontradas. O processo de renderização, geradores de códigos, helpers e banco de dados estão entre os assuntos que serão tratados. Acredito que ao analisar este tópicos de um ponto de vista mais simplista fará com que você entenda melhor como algumas coisas funcionam internamente no Rails.

Speaker Carlos Brando

I think Carlos Brando needs no introduction :-) Everyone knows his blog Nome do Jogo, the e-book Rails 2.1, his open-source projects such as Remarkable. Among his most recent collaborations, there’s the translation of the excellent book from _why, the Poignant Guide to Ruby; and the launch of the Brazilian version of the British website Ruby Inside.

In his own words, he is addicted to programming and is currently chief technology officer for Amanaiê, a Brazilian company that creates, produces and distributes social applications. He is in the software development field for over twelve years, having worked with Visual Basic, C, C++, Java, C# and now Ruby. He has worked in several Brazilian and foreign companies like Portugal Telecom Group, AT&T Latin America, DirecTV, SKY, VISA and Surgeworks Inc.

He has performed in several events related to Ruby in Brazil, including last year’s edition of Rails Summit Latin America.

In addition to his professional activities, Carlos and his wife volunteer teaching to deaf people. He regularly teaches sign language and acts as interpreter.

AkitaOnRails: How did you find Ruby / Rails, what most attracted you?

I’ve been working 12 years as a programmer and at least 7 of them primarily with Microsoft technologies; and I was a bit tired of doing the same things over and over. I’ve literally lost the pleasure in my work. When I heard about Rails for the first time – without understanding what it was – I simply ignored it. A few months later I read an article in Chad Fowler’s blog where he mentioned how happy he was to work with Ruby, and this made me take a second look at Rails.

I started studying on my own and bought “Rethinking the web with Rails” book by Fabio Akita and The Ruby Way by Hal Fulton. In two weeks I had set up my first site in Rails, the now extinct CarreiraTI, a job site for professionals in technology. Six months later I was invited to join the Surgeworks team, where I worked for almost 2 years.

AkitaOnRails: What subjects interest you the most nowadays and why?

I’ve been very interested in the inner plumbings of the language, to understand how Ruby works from the inside. I am gradually leaving Rails aside, and getting more involved with Ruby.

AkitaOnRails: What is your talk at Rails Summit about, and what kind of developers will benefit the most?

I am currently hired by a Brazilian startup called Amanaiê, which develops social network applications. After spending time making software for these platforms, I’m working specifically on developing a framework to speed up the creation of such projects. For a long time I closely followed the development of Rails, which resulted in two books. This knowledge is what helped me to rethink some things and create a new framework based on Ruby.

My talk at Rails Summit will address exactly this issue: the process of building a framework using Ruby. If you really want to understand how Rails works, then create your own framework. In this talk I comment on some of the difficulties I found during this project and what were solutions I used. The process of rendering, code generators, helpers and database are among the subjects to be treated. I believe that in examining this topic from a more simplistic standpoint will make you better understand how things work internally in Rails.

Rails Summit will have Portuguese to English translator, so you can watch Carlos talk too! Register now!

Comments

comentários deste blog disponibilizados por Disqus