[Small Bites] Adicionando um CDN ao seu site (a forma fácil!)

2015 August 25, 16:37 h - tags: heroku learning rails

Se você desenvolve front-end com Ruby on Rails o excelente Asset Pipeline faz tudo por você. Praticamente não há configuração que você precisa fazer, nenhum arquivo para scriptar seu próprio pipeline caseiro, nenhuma discussão sobre como fazer requires.

Para 80% dos casos (ou mais!), tudo que você precisa é conseguir desenvolver seus stylesheets (Sass!) de forma organizada podendo até usar Javascript ES6. No final o framework vai automaticamente concatenar tudo, minificar, adicionar controles corretos de versão (fingerprint/hash) para que ninguém precise se preocupar em expirar caches. E em desenvolvimento, tudo vai funcionar separado para ficar fácil debugar.

Em produção, todos os seus arquivos Javascript, por exemplo, serão pré-compilados e no seu layout ele vai renderizar algo assim em produçao:

1
<script src="/assets/application-92d3fd2d9ebe06a3a45e1ee88109c64f.js" type="text/javascript"></script>

Eu já escrevi sobre o Asset Pipeline, como usar o Rails Assets para consumir pacotes Bower sem o Bower. Anos atrás uma última coisa que eu fazia era enviar assets pré-compilados para o AWS S3 usando o Asset Sync, mas atualmente essa é a forma errada de fazer isso. Em vez disso vamos colocar tudo num CDN de verdade como o AWS CloudFront.

Um CDN como o CloudFront funciona da seguinte forma. Ao terminar a configuração que vou explicar abaixo, o HTML que carrega o Javascript acima vai ser renderizado da seguinte forma na sua aplicação:

1
<script src="http://d1g6lioiw8beil.cloudfront.net/assets/application-92d3fd2d9ebe06a3a45e1ee88109c64f.js" type="text/javascript"></script>

Ou seja, ele vai pedir para esse subdomínio "d1g6lioiw8beil" no domínio do cloudfront.net. Ao não encontrar ele vai pedir ao domínio que você configurou. No meu caso, ele vai pedir para:

1
http://www.akitaonrails.com/assets/application-92d3fd2d9ebe06a3a45e1ee88109c64f.js

Então ele fará o cache esse arquivo e qualquer nova requisição pelo mesmo arquivo vai devolver do cache do CloudFront e sua aplicação não vai mais receber nenhuma requisição por esse arquivo. O mesmo vai acontecer com todos os demais assets do site, incluindo os stylesheets e imagens.

Quando fizer uma atualização que muda os assets, o fingerprint/hash do arquivo vai mudar. Daí o ciclo reinicia: o CloudFront não vai ter, ele pede pra sua aplicação - que precisa servir o novo arquivo apenas uma vez - e uma vez gravado novamente no cache, sua aplicação não recebe mais nenhuma requisição do mesmo arquivo outra vez.

Se você usou corretamente helpers como image_tag, asset_path e associados, então já tem tudo que precisa. Sua aplicação já pré-compila os assets corretamente e mostra as URLs corretas com os devidos hashes de cada arquivo concatenado e minificado.

Melhor ainda, tecnicamente o CloudFront vai puxar o arquivo do servidor de cache mais próximo, geograficamente, de onde o usuário que pediu sua página estiver, melhorando a performance geral do seu site do ponto de vista do usuário final.

Como Configurar e Instalar

Com sua conta no AWS criado, vá até o console do CloudFront e já pode começar imediatamente criando uma nova distribuição:

CloudFront

Guarde o domain name aleatório e único que ele vai criar pra você sobre "Domain Name", você vai precisar disso depois. Ele é no formato [id do domínio].cloudfront.net.

Só tem duas coisas que você precisa configurar. O primeiro é o domínio correto da sua aplicação em produção e um ID qualquer:

Origin Settings

A segunda coisa é um único Whitelist Header, adicionando o header "Origin":

Whitelist Header

Pronto, é só isso que você precisa fazer no CloudFront. Você vai perceber que ele vai ficar com um spinner rodando e você precisa esperar ele terminar. Ele está configurando todos os edges.

Só de fazer isso você já pode testar. Basta pegar uma URL de produção de um asset seu e trocar seu domínio (no meu caso, "www.akitaonrails.com") pelo Domain Name com o ID aleatório que falei acima (no meu caso, "d1g6lioiw8beil.cloudfront.net"). Ele vai fazer o processo que expliquei antes: puxar do seu site o arquivo, fazer o cache, e passar a servir do cache.

Se o teste funcionar, basta adicionar a seguinte linha no arquivo config/environments/production.rb:

1
config.action_controller.asset_host = 'http://d1g6lioiw8beil.cloudfront.net' # trocar esse domain pelo seu

Obviamente, colocando o Domain Name da sua distribuição do CloudFront. Faça um novo deployment e pronto! O Heroku tem uma documentação com mais detalhes, este meu post é um resumo simples que qualquer site em Rails pode seguir imediatamente.

Por muito tempo, muitos criticaram o Asset Pipeline por causa dos bugs que as primeiras versões tinham, mas até hoje todos estão tentando resolver um problema que o ecossistema Rails já resolveu desde 2009. E adicionar um CDN ao seu site todo com esforço quase zero, é prova da versatilidade que já temos pré-instalado em toda aplicação Rails moderna.

Comments

comentários deste blog disponibilizados por Disqus