Brasileiros: clique aqui

Finally, I was able to finish all the interviews I intended. The last one was with Ola Bini. It was weird because we started recording yesterday and continued today. The problem was that my recorder died out of battery :-(

So, in the end we did a 2 part interview, with almost 1 hour each. You will agree that this is the geekiest interview ever. It was actually more of a lecture, with Ola Bini explaining every conceivable programming technique and paradigm in the book. Seriously.

We went through Lisp, Erlang, F#, Haskell, Java, Self, ML, Ruby, Python, Javascript, Io and much more. It was a very intense conversation so make yourself prepared for an overdose of language geekiness discussion.

I had 2 goals in mind with this. First, to introduce many programming concepts before talking about Ola’s new language implemented on top of the JVM: Ioke, a Io-inspired language, prototype-based, highly dynamic, based on Io, Lisp, Ruby. This language is way cool, you should experiment with it

The second goal was to show people that there is this whole world out there, outside of plain Java or C#. And another thing was to not show a white-bearded senior developer like Kent Beck or Tim Bray :-) No offense, but it is accidentally convenient for me that Ola is so young (early 20’s), because now young CS students doesn’t have the ‘age’ excuse for not knowing all of these concepts already.

So, it was a very productive interview. Download the first audio file from here and Part 2 form here.

Ola Bini (JRuby, Ioke)

Finalmente, eu consegui terminar todas as entrevistas que eu queria. A última foi com Ola Bini. Foi estranho porque começamos a gravar ontem e continuamos até hoje. O problema foi que meu gravador morreu sem baterias :-(

Então, no fim, fizemos uma entrevista em 2 partes, com quase 1 hora cada. Vocês vão concordar que esta é a entrevista mais geek já feita. Foi na realidade quase como uma aula, com Ola Bini explicando cada técnica ou paradigma de programação possível. Sério.

Fomos por Lisp, Erlang, F#, Haskell, Java, Self, ML, Ruby, Python, Javascript, Io e muito mais. Foi uma conversa intensa então prepare-se para uma overdose de discussão geek de linguagens.

Eu tinha 2 objetivos em mente. Primeiro, apresentar muitos conceitos de progamação antes de falar da nova linguagem do Ola implementada sobre a JVM: Ioke, uma linguagem inspirada no Io, baseada em protótipos em vez de classes, muito dinâmica e inspirada no Io, Lisp, Ruby. Essa linguagem é muito legal, e você deveria experimentá-la.

O segundo objetivo foi de mostrar às pessoas que existe um mundo enorme lá fora, fora dos comuns Java e C#. E outra coisa foi não mostar desenvolvedores sêniors de barba branca como Kent Beck ou Tim Bray :-) Sem ofensas, mas é acidentalmente conveniente para mim que Ola é tão jovem (perto dos 20), porque agora os estudantes de computação não tem a desculpa de “idade” por já não saber todos esses conceitos.

So, it was a very productive interview. Download the first audio file from here and Part 2 form here.

Então, foi uma entrevista muito produtiva. Faça download do primeiro arquivo de áudio daqui e a Parte 2 “daqui”::/files/ola_bini_part_2.mp3.

comentários deste blog disponibilizados por Disqus