Finalmente, foi anunciado hoje o tão esperado iPhone SDK. Faz tempo que centenas de aplicações já existem via o Unofficial SDK e o (complicado) toolchain. Funcionou por um tempo para toy-applications, mas agora finalmente teremos aplicações robustas de verdade. Um exemplo? Que tal o ultra-esperado Spore no iPhone?

Vejam a cobertura completa pelo Gizmodo, AppleInsider, ArsTechnica

Porém a loja online não deve sair até Junho, o que dará tempo para todos os desenvolvedores credenciados ($99 no developer.apple.com) construam suas aplicações. Muitos parceiros já tem demonstrações prontas como a Electronic Arts, a Sega, Salesforce.com, AOL (AIM), e outros.

O kit completo inclui suporte total no excelente Xcode/Interface Builder, análises completas pelo Instruments (que é o dtrace), debug remoto ou pelo iPhone Simulator, todas as APIs incluindo Open GL e todos os frameworks Core e o novíssimo Core Touch.

Além disso o iPhone suportará totalmente o Exchange Server, tornado-se o melhor Smartphone corporativo, com suporte total ao ActiveSync da Microsoft. Push Email, Push Calendar, etc, Em poucos segundos o iPhone se auto-configura e puxa todas as informações que precisa do Exchange.

E vem mais por aí: Cisto IPSec VPN, WPA2/801.x, mais políticas de seguranças, certificados digitais, um meio de fazer remote wipe (matar os dados do iPhone à distância, por exemplo, em caso de furto), etc.

O iPhone é um grande fenômeno e ninguém está sequer próximo de alcançá-lo. Em seus 8 meses de mercado já abocanhou 28% do mercado de smartphones, ficando atrás apenas da RIM (BlackBerry) e é o único smartphone realmente usado em massa como Internet device, com 71% de uso do Safari Mobile. Isso é competência. Como John Doerr, da Kleiner Perkins disse, o Steve é um grande empreeendedor. Fazer o que a Apple está fazendo não é para qualquer um. Alguns negativos tentam dizer que o iPhone não é isso, não é aquilo. Contra números não há o que discutir. Quero ver conseguir esse mesmo feito em menos tempo e com a mesma qualidade. Com ou sem distortion field o iPhone está conseguindo repetir a História do iPod, e isso é inegável.

Infelizmente nós brasileiros ainda não fomos saudados com um suporte adequado ao iPhone, graças às nossas infinitas burocracias, nossos antiquadíssimos impostos, e incompetência do país em demonstrar potencial para mercados desse tipo.

E não, no que foi visto até agora, o Android não é concorrente para o iPhone. É uma outra categoria de smartphones commodities. Não será perto do que é o iPhone hoje. Lembrando que o iPhone está evoluindo a cada dia. Quem pensa o contrário com certeza nunca lidou com esse tipo de mercado. Não quer dizer que o Android não seja importante, mas estamos falando de maçãs e bananas aqui, literalmente.

Coisas como suporte a Exchange e muito mais vem via Software Update. Muitos recursos já foram adicionados e muitos mais ainda aparecerão até Junho. E quando a loja de aplicativos online abrir, só vai me deixar com água na boca para comprá-los. Será um excelente canal de compras assim como o iTunes Store já é hoje para música e vídeo. E quando, quando o iTunes Store chegará ao Brasil. Ninguém sabe. Infelizmente a Apple do Brasil e nada é a mesma coisa. E enquanto os impostos forem o absurdo que é hoje, via canais oficiais, não será viável comprar um iPhone com preço justo.

De qualquer forma, os termos para desenvolvedores é muito boa e quem já lidou com o mercado corporativo e de telecom sabe que as coisas não são cor de rosa e fáceis. Eu sei do que falo.

US$ 99 para participar do Developer Program é muito barato, chega a parecer apenas um preço simbólico. Quando seu aplicativo estiver pronto e você quiser vendê-lo, terá que usar a infra-estrutura da Apple, o App Store, que funcionará como o iTunes Music Store. Óbvio, marketing, infratrutura (banda, servidores, suporte, etc), distribuição, nada disso é de graça.

Para que nós, como desenvolvedores ou software houses, não tenhamos que arcar com esse tipo de custo, damos 30% do preço nominal do produto que criarmos. Nós estabelecemos o preço, mas ficamos com 70%. É um preço justo.

Por que algo assim não pode ser de graça? Por diversas razões. Para começar, os US$ 99. Isso é padrão, não é invenção da Apple, mas eu gosto de explicar assim: imagine uma balada com entrada de graça … é, seria uma porcaria. É preciso ter uma barreira mínima para começar a filtrar.

Um servidor central com App Store. Isso é ótimo. Nenhum usuário final quer ficar procurando aplicações em sites obscuros. Ninguém quer se preocupar se o aplicativo é corrupto ou malicioso. Um local central lhe garante visibilidade e credibilidade. Não adianta, precisa ser assim. Meu Installer.app está cheio de repositórios que me mandam aplicações bugadas, mal terminadas, que dão crash, alguns repositórios eu desconfio e não uso. E assim por diante. Mas eu sou geek. Um não-geek não quer se preocupar com esses “detalhes técnicos”.

O SDK é de graça (free as in “beer”), mas não importa. Se como eu vocês já tentaram lidar com o toolchain não-oficial, sabem como é uma droga. XCode + Interface Builder + Instruments + iPhone Simulator custando US$ 0, é uma barganha. Procure outros SDKs para outras plataformas móveis, não se iguala. Distribuição então? Anos Luz!

Ainda acha que as coisas deveriam ser de graça? Get real!

Nenhum outro smartphone do mercado conseguiu o que a Apple fez: 28% do mercado em 8 meses não é coisa para amadores. Agora pensem : neste momento existem 10 milhões de usuários de iPhone. Digamos que você faça uma ótima aplicação e consiga vendar sua aplicação de US$ 10 para apenas 0,5% desses usuários depois de 1 ano.

10 milhões de usuários x 0.5% = 50 mil x US$ 10 = US$ 500 mil – 30% da Apple = US$ 350 mil

Óbvio, a conta nunca é tão direta assim. Conseguir um market share relevante num mercado crescente e concorrido não custa barato. Não é com fragmentação e nenhum plano de ação que as coisas acontecem. Muitos já tentaram e fracassaram miseravelmente. Portanto, pense duas vezes se acha que os termos são ruins.

Estou baixando o SDK neste momento no Developer Site da Apple. Vai demorar um pouco afinal são 2.10Gb de tamanho. Vejam mais detalhes no iPhone Atlas, no MacRumors e mais sobre iPhone Enterprise na AppleInsider. E, claro, não deixem de assistir diretamente o vídeo streaming do evento no site da Apple

Novamente, uma pena que por aqui ainda não há nem sinais de um roll out da App Store. Espero que não demore. Iria com certeza melhorar o mercado de aplicações móveis e seus toy-applications. Eu já lidei com aplicações móveis e vou lhes dizer: são muito ruins e tediosas de se escrever aplicações. Qualquer um que já tenha lidado com coisas como Brew, J9, Codewarrior, etc sabe do que estou falando. Prefiro Objective C a C++ a qualquer hora do dia. Novamente: não nenhuma outra plataforma móvel hoje chega perto do que o iPhone oferece. Ainda estão muito longe.

O iPhone está a cada dia se tornando uma excelente plataforma. Pena que estamos no Brasil … sigh.

comentários deste blog disponibilizados por Disqus