[Akitando] #100 - Mercado Financeiro Pós-Pandemia: A Tempestade Perfeita?

2021 June 22, 12:07 h

DESCRIPTION

Depois de mais de 1 ano de pandemia, quais foram os efeitos causados na nossa Economia? Por que parece que os mercados de Tech, principalmente, estão tão super-aquecidos? Já nos recuperamos? Tudo passou bem? Vamos entender!

Este vídeo é a terceira e última parte dos dois vídeos que publiquei 1 ano atrás:

Conteúdo

Links

SCRIPT

Olá pessoal, Fabio Akita

Vou dar uma pausa na saga de HDs e filesystems pra fazer um video não-técnico desta vez. Apesar de tudo, temos motivos pra comemorar, este é oficialmente o centésimo video do canal!! Daqui 1 mês o canal vai completar 3 anos. Quando lancei meu primeiro video em agosto de 2018 eu sabia que ia levar alguns anos, talvez com quase nenhuma view, até o canal ganhar alguma audiência.

Hoje quero atualizar os videos falando de economia que eu fiz em março e abril do ano passado, pouco mais de um ano atrás, mais especificamente sobre nosso nicho de mercado de tech. Foram videos onde eu comecei falando o que achava que podia acontecer com o estopim da pandemia. Já vou dizendo que tirando poucos pontos que errei, no geral tá caminhando como falei.

Como esse tipo de assunto sempre pode gerar desentendimento é bom deixar um disclaimer aqui: eu não sou economista, absolutamente nada do que disser aqui ou o que falei nos outros vídeos é recomendação financeira nem nada. São só minhas opiniões, e eu sempre falo que opinião é que nem bunda, todo mundo tem um. Então ouça tudo com quantidades saudáveis de cloreto de sódio e não esqueça do chapéu de papel alumínio. Avisos dados, vamos lá!

(...)

Vou evitar falar a palavra certa de coronga ou mostrar escrito porque no video que eu fiz em março o YouTube me desmonetizou e o Instagram não deixava nem mostrar a thumb porque detectava a palavra. Vamos ver se falando só "coronga" passa. De qualquer forma esse deve ser o último video que vou mencionar desse assunto.

Uma coisa que não contei nos outros videos foi como eu vi a chegada da pandemia. Em 9 de março de 2020 eu e meu sócio Rodrigo fomos fazer nossa viagem anual pros Estados Unidos pra visitar clientes. A gente pousa em Los Angeles, faz reuniões, no mesmo dia já pega um vôo doméstico pra São Francisco e vai fazendo isso de costa a costa até acabar em Miami pra finalmente voltar pra casa.

Ano passado a gente ia ficar alguns dias a mais pra ir num evento no Texas, a South by Southwest, que eu sempre tive curiosidade de ir. Mas logo que chegamos, todo lugar ficamos ouvindo sobre essa nova pandemia que tava se alastrando rápido. Parecia que à medida que íamos da costa oeste em direção ao meio do país, a pandemia tava vindo atrás.

O evento acabou sendo cancelado em cima da hora. Chegamos em Austin, no Texas e ainda faltavam mais cidades pra ir na semana seguinte. Mas quando vimos que os Estados Unidos tavam proibindo vôos vindos de Londres, as chances de começar a proibir vôos de outros lugares podia ser iminente. Meu sócio mandou bem em tomar a decisão de cancelar tudo, ir direto pra Miami e pegar o vôo de volta pro Brasil.

Dia 12 de março eu acho que declararam que iam fechar os vôos indo e vindo do Brasil. Eu disse que meu sócio mandou bem porque se tivesse atrasado mais um dia, a gente não ia conseguir o vôo de volta. Acho que saímos de Miami, no dia 13 de março, no penúltimo vôo de volta pro Brasil. Foi tipo nos 45 do segundo tempo mesmo.

Nesse mesmo dia, do aeroporto, mandei email pra todos os colaboradores da empresa declarando o home office imediato a partir de segunda, dia 16. Eu acho que no Brasil só declararam quarentena, mandando fechar tudo, uma semana depois, lá pro dia 23. Felizmente meu ramo de negócio já era com todo mundo espalhado em várias cidades do país trabalhando remoto pra clientes, ou pra São Paulo ou pros Estados Unidos, então o impacto foi mínimo.

Uma semana depois que voltamos foi quando publiquei o primeiro video falando dos efeitos da pandemia na economia. Uma coisa que eu errei foi ao falar sobre cloroquina por exemplo. Antes de alguém falar que eu segui o Bozo, não foi. Eu já tava lendo sobre isso durante a viagem, artigos dos Estados Unidos, lá pelo dia 10. Muito antes de começarem a falar sobre isso por aqui.

Como disse naquele video, eu não sou médico, muito menos infectologista, e mesmo dentro dos vários que são, até hoje ainda não existe consenso de tudo. Depende de quem você acompanha. A mesma coisa vale pros efeitos nos mercados. Economia não é uma fórmula que funciona perfeitamente porque tem centenas de variáveis e muitos deles são não-lineares. Política então, nem quero discutir.

Um dos efeitos imediatos que eu falei no video do ano passado foi que minha carteira de investimentos desvalorizou por volta de meio milhão de reais. Num período de meros vinte e um dias entre 19 de fevereiro de 2020 até 23 de março onde tivemos sequências de quedas que somaram 45% de crash. Foi crash nível das piores crises. E foi sistêmico, não foi só em empresas de tech, por exemplo, foi o mercado inteiro.

Mesmo assim, o mercado financeiro recuperou muito rápido. Aqui no Brasil levou 184 dias pra Ibovespa voltar pro mesmo patamar de antes do crash, por volta do começo de dezembro de 2020 já. E isso foi a Ibovespa. Já a NASDAQ, que representa empresas de tech nos Estados Unidos, recuperou muito mais rápido. Em 26 de maio, só 1 mês e meio depois, já tinha voltado pro mesmo nível.

E como se isso já não fosse impressionante, do dia 28 de março do ano passado, até fim de maio deste ano, só uns 250 dias, o mercado de tech ainda subiu quase 50%. Ou seja, nós investidores não só recuperamos as perdas daquele crash, mas nossos ativos valorizaram absurdamente nesse período.

Sem entender nada de finanças, qualquer um deveria pensar que isso é estranho. Você pensaria, "claro, todo mundo ficando em casa, aumentou o número de assinantes na Netflix, por isso valorizou. Com lojas de rua e shopping centers fechados, todo mundo tá comprando muito mais online na Amazon, Mercado Livre, então lógico que ecommerces valorizaram."

"Com restaurantes fechados todo mundo tá pedindo delivery de comida nos iFood e Uber Eats da vida. Com escolas e faculdades fechadas, plataformas de edtech valorizaram então todo curso online como um Skillshare da vida deve ter subido. E finalmente, com todo mundo gastando mais online, toda fintech valorizou junto".

Isso de fato explica uma parte, mas não é a maior parte. A essa altura, todo mundo que poderia assinar uma Disney+ já assinou. Toda mundo que precisa comer já tá num iFood. Depois de poucos meses, essa demanda já foi toda atendida. Não vai crescer exponencialmente num curto espaço de tempo, mas mesmo assim todas essas ações continuam subindo bastante.

Além do mais tem outro fator, os níveis de desemprego chegaram a números que não se via em décadas e muita gente continua desempregada. Fábricas inteiras precisaram parar por bastante tempo. Comércio no geral ainda tá longe de voltar ao normal. E mesmo assim, ações continuam subindo.

Tem uma história que ajuda a ilustrar essa contradição. A partir do meio de janeiro deste ano, mais ou menos, as ações da Gamestop nos Estados Unidos subiram nada menos que 1370 porcento! Num período de só 10 dias! Se você não entende porcentagem, isso significa o valor da ação se multiplicar por 15, indo de 23 até 347 dólares.

Gamestop é uma reconhecida cadeia de lojas de videogames e acessórios que em algum momento já foi tipo a Blockbuster nos anos 90, mas justamente por causa de compras online, também má administração, ela vinha definhando e morrendo aos poucos. Claro, ainda vai levar alguns anos pra realmente morrer se não fizer nada. Mas ainda tem bastante coisa que ela pode fazer.

Hedge funds vinham apostando contra ela faz algum tempo. E a forma de apostar contra uma empresa de capital aberto é fazendo short. - Akita do futuro editando, vou reexplicar este trecho porque não tinha ficado claro - Bem a grosso modo funciona assim. Você como o fundo vende uma opção de compra no mercado. Opções são baratas e você não precisa ter a ação da empresa. Quando a opção vencer e o preço estiver baixo, o fundo pode comprar barato no mercado e cumprir a promessa de venda ao preço mais alto e ele ganha. Mas como os preços subiram astronomicamente num espaço curto, ele agora fica obrigado a comprar caro no mercado e vender barato como tinha prometido na opção.

O caso da Gamestop foi assim: um grupo de investidores de varejo, e eu chamo de varejo porque não são instituições ou fundos e sim pessoas físicas como eu e você, entraram no Reddit e criaram um grupo chamado wallstreetbets. Eles resolveram apostar juntar a cauda longa de pequenos investidores que, sozinhos, não tem como influenciar o mercado, mas juntos poderiam coordenar e atacar uma única estratégia de uma só vez, talvez desse alguma coisa.

Impressionantemente deu certo! Num espaço curtíssimo de tempo eles apostaram a favor da Gamestop, bem quando os shorts de um determinado fundo iam vencer, daí o fundo que tava apostando contra foi obrigado a cobrir caro. É isso que se chama de short squeeze, que é literalmente apertar os shorts. O grupo do Reddit começou a comprar sistematicamente, fazendo os preços irem de 23 dólares até os absurdos 347 dólares.

Digamos que o preço subiu de 23 pra 50 logo de cara. Ninguém tava esperando isso. Quem tava shorteando, e alavancado, agora vai tomar chamada de margem da corretora. Muita gente não vai ter como cobrir e vai ficar endividado com a corretora. É o momento que quebra as pernas de todo mundo que entrou ambicioso demais e apostou o que não podia. Até um grande fundo pode ser pego desprevenido e tomar chamadas de margem milionárias.

O fundo em questão que sofreu o ataque foi a Melvin Capital. Tentaram consertar isso por baixo dos panos, mas era tarde demais, o prejuízo foi de nada menos que 3 bilhões de dólares. O grupo do Reddit começou bem antes na real, mas começou devagar, quando o preço tava mais baixo a uns 4 dólares lá por agosto, e levou uns seis meses pra ir de 4 até os 23 dólares, mas quando bateu 23 aí foi de uma vez só pra cima. Eles não esperavam que uma ação defunta dessas pudesse movimentar tão drástico assim.

Esse caso ficou super famoso em Janeiro porque pareceu mais uma história de Davi e Golias, o povo quebrando as pernas de Wall Street e toda essa baboseira. Foi divertido de acompanhar. Apesar da estratégia de short squeeze fazer sentido, não é novidade e acho que se uma empresa fizer algo assim é até ilegal. A gigante Softbank, famosinha por investir em tudo que é startup, é uma das que joga sujo no mercado. Vide o escândalo da WeWork que é só um exemplo.

Lembra que eu falei que a NASDAQ se recuperou super rápido logo depois de março? Parece que a Softbank deu uma mãozinha. Ela deveria ser um fundo de investimento em startups mas depois de prejuízos astronômicos como com a WeWork, começou a manipular o mercado financeiro pra cobrir um pouco desse prejuízo. Em resumo foi assim, tendo participação em dezenas de empresas, através delas ele distribuiu a compra de calls, opções de compra na ordem de 4 bilhões. 4 bilhões em calls comprados de forma indireta. Já entendeu né?

A Softbank pode ter causado uma gamma squeeze. Parecido com o que o grupo wallstreetbets fez contra a Melvin Capital. Pensa assim, você comprou a opção de compra de alguém. Agora esse alguém te vendeu porque acha que a ação vai cair. Mas digamos que começa a subir. Quem te vendeu precisa se proteger caso suba demais e uma das formas de fazer isso é comprar a própria ação antes que ela suba demais, pra minimizar o prejuízo. Então muita opção de compra pode incentivar mais gente a comprar mais ação que, por sua vez, aumenta o preço. Por sua vez isso faz aparecer mais opções de compra e um vai puxando o outro rápido pra cima. Em grande volume isso é um gamma squeeze.

Todo mundo sabia que uma ou mais baleias, que é como chamamos algum investidor milionário fazendo operações em grande volume pra influenciar preços começou a comprar calls em empresas de tech como se não houvesse amanhã. Mas ninguém sabia quem tava por trás. Em setembro seguiram o rastro do dinheiro e descobriram que a baleia da Nasdaq tinha grandes chances de ser a Softbank.

Eu acho que ela tava ou ainda tá sendo investigada pela SEC porque isso seria manipulação do mercado. Ela supostamente manipulou via volumes obcenos de opções de compra usando o nome de outras empresas como fachada, causando esse gamma squeeze e a impressão que empresas de tech se recuperaram muito rápido. E o problema de gamma squeezes é que elas podem crashear o preço da ação do nada. Eu falava isso anos atrás e continuo falando: suspeito de tudo que a Softbank bota as mãos. E não são só eles, vamos continuar.

Aqui eu tô chutando mas talvez seja isso que tenha feito a Nasdaq cair e acumular uma queda de 12%, que é mais que uma correção, no começo de setembro do ano passado. Isso fez a Nasdaq ficar volátil andando de lado e com tendência de queda até o fim de dezembro, quando começou a onda de otimismo com o novo presidente dos Estados Unidos, o Biden, e a promessa de novos estímulos à economia.

Mas tem outra pergunta importante, porque agora? De onde veio tanto dinheiro que o povo do Reddit usou pra fazer essas apostas? Não sei se você teve a sensação que parece que tem muito mais gente fazendo investimentos hoje. Pessoas física mesmo. Até aqui no Brasil aumentou. De repente você vê muito mais youtuber falando de investimentos, mais cursos de investimento aparecendo, mais fintechs de investimento. Eu não acho que é coincidência. E antes de sair metralhando nos comentários, a partir daqui considere tudo uma especulação da minha parte.

Vou falar mais dos Estados Unidos porque é onde os números são mais interessantes, mas entenda. Por causa das quarentenas os governos do mundo começaram a aprovar pacotes de ajuda e estímulos. Um monte de gente ficou sem emprego do dia pra noite. Seria um caos. Então fazia sentido distribuir dinheiro direto pras pessoas pra elas não irem pra baixo da ponte nem morrer de fome, o que só aumentaria o problema da pandemia em si.

Pra ter uma noção da quantidade de dinheiro, basta dizer que metade dos dólares em circulação na economia foi impressa no período de 1 ano. Consegue entender essa ordem de grandeza? Cada uma nota de 1 dólar ganhou um copy e paste automático. É de onde você vê aquele meme de gif animado do presidente do FED, o banco central americano, Jerome Powell, imprimindo dinheiro brrrrrrr.

Eu disse no video de março que o primeiro grande efeito da pandemia é que gerou uma crise de falta de dólares no mundo. O dólar ficou instantaneamente mais caro. Mas aí o FED interviu e começou a imprimir dólares. Até hoje acho que já foi impresso mais de 5 trilhões de dólares. Dinheiro que apareceu do nada indo direto pra mão das pessoas. Se você acredita em pseudo-teorias como a MMT ou UBIs, esse foi o maior programa global de redistribuição de dinheiro da história.

Isso foi pras mãos de quem realmente precisava mas também foi pras mãos de quem não precisava tanto assim, que tinha alguma poupança ou possibilidade de continuar trabalhando. Mas ao contrário do que se poderia imaginar, isso não gerou inflação, porque tava todo mundo trancado em casa, com medo, e não aumentou a demanda de compra de produtos e serviços na mesma proporção.

Então, por alguns meses, parecia o País das Maravilhas. Poder imprimir dinheiro em alto volume sem inflação como efeito colateral: o sonho de todo político populista que quer ser posar de salvador da pátria. Apesar de não ter tido inflação significativa nos consumíveis durante o ano de 2020, a gente que investe viu a inflação aparecer imediatamente num mercado específico: o financeiro. Claro que a fórmula não é bonitinha assim, e eu estou só extrapolando. Mas vamos especular um pouco.

Milhões de pessoas que receberam os cheques de estímulo resolveram tentar multiplicar esse dinheiro extra. Muita gente associou com criptomoedas. Depois de mais de 2 anos num bear market, em queda, um Bitcoin não passava de 10 mil dólares e normalmenta tava abaixo. Em março, igual todo mundo ele caiu mais ainda, pra faixa dos 4 mil dólares e em poucos meses não só superou o pico histórico de 20 mil, como foi direto pra sessenta e cinco mil dólares! Mesmo com a recente queda de mais de 40%, ainda assim ele tá o dobro acima do pico histórico do ciclo anterior do final de 2017. Mas Bitcoin não foi o único e nem o maior destino do dinheiro dos cheques.

Veja a plataforma de corretagem Robinhood dos Estados Unidos, que foi feita pra atrair investidores de varejo com sua estratégia de não cobrar taxas de corretagem e em vez disso ganhar dinheiro com market makers vendendo order flows. De qualquer maneira a idéia do Robinhood é ser um app pra tornar negociar na bolsa de valores algo tão simples quanto chamar um Uber ou jogar Candy Crush.

E deu certo, pra uma plataforma que não cobra taxas dos usuários, a receita deles cresceu nada menos que 514%. Desde que foi fundada em 2014, levou 2 anos pra atingir a marca de 1 milhão de usuários. Só nos primeiros meses de 2020 mais de 3 milhões de novos usuários entraram na plataforma e ela já tem mais de 13 milhões no total. É um monte de gente injetando dinheiro no sistema financeiro.

O que acontece quando a oferta de um produto não muda tanto, o estoque, mas a demanda aumenta drasticamente? Lembra o episódios da falta de papel higiênico? Pois é, uma Apple ou Facebook continuam tendo o mesmo estoque de ações, não lançaram nenhum produto revolucionário nem nada. Mas o número de compradores aumentou drasticamente. Então todas as ações e produtos financeiros também aumentaram na mesma proporção.

É assim que você consegue ter empresas bizarras e cheias de promessas e com pouca entrega como umas Teslas e Nikolas da vida sendo super valorizadas. Mesmo a Gamestop, que todo mundo sabe que foi esse jogo entre grupos de Reddit e wallstreet, ainda tá com preço alto. Lembra que eu falei que tava de 4 a 23 dólares no fim de 2019 e foi até 347 em poucos dias? O preço continua alto ainda hoje, na faixa de 240 dólares, que ainda é mais de 10 vezes o que deveria ser.

É um fato: o mercado financeiro está em hiper-inflação faz meses. Ele já estava em inflação desde a "resolução" da crise de 2008, quando o banco central americano foi ao resgate pra evitar quebradeira dos bancos e começou o tal Quantitative Easing, que é o nome bonitinho pra imprimir dinheiro.

Eu expliquei isso nos outros videos, mas em resumo bancos centrais conseguem criar dinheiro quando quiser. O balance sheet deles é uma planilha Excel. Basta colocar um zero a mais. Na real o termo correto é aumentar a dívida. Todo banco central pode fazer isso. E você poderia se perguntar, porque a gente precisa pagar imposto então? Basta imprimir dinheiro infinitamente. Só que todo mundo sabe que se fizesse isso sem controle viria inflação na mesma proporção.

Só os Estados Unidos conseguem fazer isso porque o dólar ainda é a moeda de reserva do mundo, desde a história de Bretton Woods que eu contei. Todos os países do mundo estão endividados em dólar, então sempre existe demanda por mais dólar.

Mas nem isso significa que eles são imunes a inflação. O motivo de porque eu não acredito em pseudo-teorias como UBI ou Universal Base Income ou qualquer bullshit de Nova Teoria Monetária é exatamente por isso: qualquer valor de base que você cria - como os cheques de estímulo - no longo prazo se tornam o novo zero.

Vamos ver no curto prazo o que já aconteceu. E de novo, estou simplificando grosseiramente só pra explicar o conceito, lógico que tem bem mais nuance que isso. Mas vamos lá: março de 2020, quarentena entra em vigor, tudo fecha e passamos a ter índices recordes de desemprego. Governos começam a imprimir dinheiro e distribuir pra população. Nos Estados Unidos estamos falando de cheques de mil de quatrocentos dólares por pessoa. Meses depois, em alguns lugares, a situação vai melhorando. Inúmeros fatores, vacinas agora, sei lá. Várias empresas que sobreviveram agora tentam recontratar e obviamente estão com dificuldade.

Porque empregos mais de base, que não exigem preparação acadêmica nem nada disso, garçons, operários, chão de fábrica e coisas assim agora não vão trabalhar por menos do que o cheque que recebem. Ótimo, você pode pensar, agora esses empresários ambiciosos vão se ferrar e vão ter que pagar mais. O povo sai ganhando, não?

Nope, o preço dos produtos e serviços que eles produzem é que vai aumentar. Some a isso outro problema. Do nada todo mundo parou de produzir ou diminuiu drasticamente nas quarentenas. A gente de tech tá vendo isso no preço de componentes eletrônicos. Se você é gamer tá vendo que não tem como comprar placas gráficas. Lembram que eu comprei minha RTX 3080 dezembro do ano passado? Eu paguei super caro, uns 7 mil reais. Pois é, se você for no Mercado Livre em menos de 6 meses o preço subiu pra 21 mil reais, 3 vezes mais.

A culpa é desses mineradores de criptomoedas. Não é só isso. À medida que a economia vai abrindo rápido em algumas partes do mundo, a produção tá tentando aumentar. Os estoques já acabaram então precisa produzir rápido pra cobrir a demanda. Se toda fábrica do mundo aumenta a produção de uma só vez, vai faltar matéria prima pra todo mundo. Chips em particular a gente já sentiu. Fábricas fechadas por muito tempo e agora reabrindo ao mesmo tempo, falta de matéria prima e falta de mão de obra é que foram os fatores pra faltar vários tipos de produtos, incluindo placas gráficas.

Além de alta demanda, por vários fatores, como seca em partes do Brasil, estamos com falta de muitos tipos de commodities. De novo, falta de oferta, aumento rápido na demanda, significa que os preços sobem. O preço da madeira subiu 280 porcento. Lembra que fora do Brasil muito da energia vem de termoelétrica. Preço do cobre subiu mais de 100%. O milho subiu 80%, isso nos Estados Unidos, mas todo commodity tá super caro.

Por mão de obra mais cara, matéria prima mais cara, e demanda de compra aumentando com as reaberturas, dinheiro de estímulo sobrando, isso tá fazendo os preços de tudo subir. Recentemente empresas gigantes que fabricam quase tudo que a gente compra, de refrigente a pasta de dente, como Proctor & Gamble, Kimberly-Clark, Coca Cola, todo mundo já anunciou que vai ter que subir os preços de todos os produtos.

Não é só a placa gráfica de gamer que tá cara, tudo já tá ou vai ficar mais caro. Nos Estados Unidos que inflação era na casa dos 2% já tá o dobro, acima de 4%. E isso porque o índice de preços ao consumidor deles, a CPI, faz alguns anos que não coloca na conta o preço de housing, preço de moradia, que já subiu bastante também.

Além de imprimir muito dinheiro, outra estratégia foi manter os juros base, o equivalente nossa da SELIC, em níveis baixos, pra facilitar acesso ao crédito. E as taxas de juros já estavam nos níveis mais baixos da história, perto de zero. Isso gera efeitos como mais financiamentos de coisas como casas. Com desaceleração de obras, oferta limitada de imóveis e mais compradores com acesso a mais crédito barato, significa que o preço de imóveis aumenta também.

Quando muita gente pensa "ah, alguns anos atrás o brasileiro era mais rico", não significa que a gente tinha mais dinheiro no bolso. Significa que os juros eram mantidos baixo, isso faz o crédito parecer mais barato. Então o que tinha era mais facilidade das pessoas se endividarem. Todo mundo parece mais rico gastando dinheiro que não tem. Se você sobe a taxa básica de juros, os juros de todos os financiamentos crescem junto.

Uma das formas de desacelerar inflação causada por aumento na demanda de compra é aumentar a taxa de juros, porque aí a população pensa duas vezes antes de pegar um empréstimo no banco. Mas lembra como falei que o lance de imprimir dinheiro dos bancos centrais é criar dívida no balance sheet deles também? Quanto mais dívida mais difícil fica aumentar os juros, porque os juros aumentam pra todo mundo, incluindo pro governo.

E só o governo americano imprimiu mais de 5 trilhões de dólares de dívida. Eles nunca acumularam tanta dívida assim desde a Segunda fucking Guerra Mundial. Pensa: eles tão com mais dívida em um ano do que durante a Guerra. Então quando a hiper-inflação chegar, vai ter mais dificuldade de controlar.

A definição de hiper-inflação varia mas uma que li que pode servir de referência é quando os preços sobem 50% ou mais num único mês. E isso tende a acelerar rápido, então 50% num mês rápido vira 100% no outro, 1000 porcento e aí vira a porcaria da Venezuela rapidinho, ou o Brasil nos anos 80. E todo mundo corretamente morria de medo porque uma vez que você entra nessa espiral, pra sair é super difícil. O problema é que parece que todo mundo perdeu o medo.

Isso nos trás pro próximo assunto que chama a atenção. Se você for de tech em grandes centros urbanos já viu que a demanda por programadores aumentou bastante. Eu posso dizer isso pessoalmente porque eu nunca tive que lidar com tanta demanda por programadores em 10 anos. Nem no pico do mercado de startups aqui no Brasil que foi entre 2010 a 2015 mais ou menos.

Se você não tá vendo isso, talvez tenha visto como apareceu notícias de tantas startups de tech, fintechs, edtechs, e tudo mais, recebendo um tanto de investimentos novos. E isso se traduz em todos eles contratando muito mais. Isso deveria ser uma excelente notícia. Mas se você acompanha meu canal já deve imaginar onde quero chegar.

Porque aumentaram esses novos investimentos em tech? Tem motivos legítimos. Por todos os motivos que falei no começo, de fato, aumentou a demanda por mais serviços digitais. Finalmente o mundo se viu obrigado a levar home office a sério e a atender gente presa em casa. Só serviços digitais conseguem escalar pra atender demanda massiva assim.

Por outro lado, surgiu a oportunidade pra ganhar dinheiro rápido. A grosso modo o objetivo de se abrir uma empresa é produzir algo útil, que tenha demanda. Isso gera receita que, com uma boa administração, vai eventualmente gerar lucros, que é o que permite ir continuamente melhorando os produtos e serviços.

A necessidade de aumentar produtividade e qualidade é porque se esse mercado é bom, a demanda aumenta e com isso novos concorrentes vão aparecendo e forçando as outras empresas a continuamente melhorar pra oferecer melhores produtos a melhores preços. Essa é a dinâmica normal.

O problema é quando governos interferem. E em 2020 você nunca viu uma interferência tão grande na história, de todos os governos do mundo combinados. Eles injetaram uma quantidade de dinheiro sem igual na economia. Nesse ponto você esquece qualquer lei econômica, agora é a hora de "dog eat dog", da cobra comer a própria cauda.

O que mais tem no mercado hoje é empreendedor de fundo de quintal, a grande maioria vai fracassar, e deveria mesmo porque não tem nada a oferecer que gere valor. Não tem como em poucos parágrafos explicar o mercado inteiro, mas vamos pegar os conceitos principais que eu entendo.

Pense primeiro numa tech startup. Uma das coisas que não deveria ser "o" objetivo e sim uma consequência é atrair investidores, particularmente venture capital. Venture Capital é um nome bonito pra administradores de dinheiro dos outros. Em qualquer mercado que deu minimamente certo, você vai ter muitos milionários, bilionários e não só isso, fundos de investimento que administram dinheiro dos outros. Por exemplo fundos de pensão, que é responsável por administrar dinheiro de aposentadoria dos outros.

Sem interferências, é normal ter investimentos de risco como investir em startups que ainda não se provaram. E você tem investimentos de hedge ou proteção, que costumam ser estáveis a longo prazo. Se você é administrador da aposentadoria dos outros, por exemplo, não vai sair comprando ações da Tesla em atacado, porque a chance de implodir é enorme, numa hora que o Musk tiver fumado e falar merda no Twitter.

Mas se você deixar o dinheiro na poupança, ou não vai crescer nada, ou pior, vai perder, seja pra inflação, seja pra taxas bancárias. Dinheiro parado no banco, embaixo do colchão, sempre vai desvalorizar. Nosso papel moeda não tem lastro em nada, banco central pode sair imprimindo como tá fazendo agora, e o valor do seu dinheiro vai pro ralo. O que você acha que significa 1 dólar valer 4 reais em 2019 e ir pra quase 6 reais em 2020? Significa que o real desvalorizou 50% em relação ao dólar. E só não foi mais porque o próprio dólar desvalorizou, mas moedas bosta como a nossa desvalorizam mais rápido. Ninguém no mundo quer reais. Venezuelano, argentino, talvez queiram. Mas você entendeu.

Enfim, você quer se proteger, fazer hedge, mas não quer e nem pode brincar de cassino no mercado de ações. Então você compra coisas como papel do tesouro, que é como emprestar dinheiro pro governo e ele ir te pagando os juros. Lembram como eu falei que os juros base tão super baixos? Significa que o papel do tesouro dá pouco retorno ou praticamente nenhum. Daí você voltou pra estaca zero.

Se a grosso modo, pra controlar inflação, um governo pode subir a taxa básica de juros, pra "estimular" entre aspas, ela baixa os juros. Isso faz mais dinheiro circular na economia, porque facilita o crédito. Por sua vez isso aumenta o investimento em empresas que, finalmente, aumenta oferta de empregos. E tudo dá volta porque mais empregos que pagam melhor significa mais gente consumindo e é isso que significa "girar a economia". Mas diminuir a taxa de juros diminui o valor dos papeis do tesouro - que são investimentos considerados estáveis - e move esse dinheiro pro mercado de risco, em busca de mais retorno.

E dentro do mercado de risco existem níveis de risco. Pra você se arriscar pouco, pode comprar ações de empresas tradicionalmente consideradas responsáveis, que ao longo de décadas teve poucos deslizes. Siderúrgicas ou empresas de energia por exemplo. Elas tem problemas quando acontecem desastres naturais, sei lá um petroleiro afunda. Mesmo a porcaria nossa da Petrobrás, com o tanto de palhaçada que todos os governos fazem com ela, continua sendo um dos menos arriscados no nosso mercado. Ou se você gosta de tech, vai comprar coisas como IBM e não Facebook.

Mas no outro extremo do mercado de risco existe o de altíssimo risco, os que fazem investimento early stage, na fase embrionária de uma empresa, onde ela demonstra ter potencial mas ainda não demonstrou resultados. A desculpa é a história da Amazon, que passou quase 1 década sem dar lucro e se tornou o gigante de hoje porque dentre outras coisas, investiu milhões em logística e tecnologia pra ter uma eficiência que nenhum outro consegue ter. Literalmente criando o próprio sistema de entregas que é mais eficiente do que opções tradicionais como DHL ou UPS.

No Brasil aconteceu a mesma coisa com os Mercado Livre ou Magazine Luiza da vida. Praticamente criaram um mini-Correios que é mil vezes melhor que a droga dos Correios. Todo grande ecommerce precisa ter controle do sistema de entregas. Enfim, a Amazon meio que deu esse exemplo de investir tudo, não ter lucro, e superar todos os concorrentes pelo caminho. Independente se você gosta do modelo ou não, os números são impressionatnes.

Um venture capitalist é um gerente de banco glorificado. Ele chega em fundos de investimento, family offices, junta milionários que querem investir o dinheiro mas não querem ter que passar seus dias avaliando cada startup porcaria que aparece. O venture capitalist recebe uma comissão, um dinheirão por sinal, por ano, pra administrar isso. Entenda que um VC vai ganhar dinheiro independente se o investimento que ele fizer der certo ou não. Lógico que quando dá certo ele ganha mais.

Então seu objetivo é achar uma dúzia de startups que tenham algum potencial e injetar dinheiro pra pagar coisas caras como marketing, comercial de TV, tudo que um empreendedor sozinho, sem receita, não teria como. Tudo isso pra atrair mais clientes e abocanhar uma fatia significativa de um mercado que eles acreditam que vão crescer.

Num mercado estabilizado, teria pouco disso. Mas quando tem dinheiro sobrando isso aumenta. Mas mesmo dinheiro de VC só vai até um certo ponto. O objetivo é que eles consigam dar EXIT, saída. Ou melhor, que em algum momento o dinheiro investido dê lucro. Pra isso ou ele precisa conseguir vender pra outra empresa maior a um bom preço ou uma hora precisa abrir o capital, o famoso IPO.

Initial Public Offering ou IPO é o sonho molhado de toda startup e VC. É o sonho de ser o próximo Google, o próximo Facebook. É quando você ganhou notoriedade o suficiente pra fazer investidor de varejo comprar ações caras acreditando que vão multiplicar de valor porque a empresa demonstrou que quanto mais dinheiro você põe nela, mais cresce. Como uma Amazon ou Netflix.

Entenda que quando você compra ações, seja depois, seja durante um IPO, você tá pagando caro por ela. Quem pagou barato foi o investidor inicial, os VCs. E isso faz sentido. Num mercado normal, eles de fato tomaram o risco maior que ninguém mais queria tomar, então é justo que quando dá certo recebam um premium por isso. Se você acha o valor que eles ganham muito ou pouco não importa, porque você não teria investido nesse negócio quando ninguém mais acreditava nele.

Mas não estamos num mercado normal. Estamos com excesso de liquidez e excesso de investidores de primeira viagem. Pra um VC conseguir transformar uma startup amadora num IPO é um longo caminho de muitos anos. Empresas que você acha que são perfeitas como Uber ou Airbnb da vida levaram quase 1 década pra conseguir abrir suas ações ao público.

As bolsas pelo mundo funcionam com diversas regras e leis muito duras. Depois de tanta crise financeira que tivemos na história, uma CVM no Brasil ou SEC nos Estados Unidos realmente tem o dever de evitar que empresas fraudulentas apareçam na bolsa com o objetivo de roubar dinheiro dos investidores, então o processo pra abrir um IPO costuma ser demorado mesmo, e bem caro.

Eu vou tirar a próxima explicação de outro video que vou deixar linkado abaixo pra você assistir inteiro, do canal do Jake Tran entrevistando Arvid Ali. Não importa tanto quem eles são, mas só que a informação não tá errada. Aliás, tangente, nunca associe a validade ou invalidade de uma informação baseado na reputação da pessoa que tá falando. Informação que depende da pessoa falando tem pouco valor.

Enfim, revisar uma empresa pra abrir IPO é complicado, porque ele pode ter dezenas de fornecedores, milhares de funcionários, centenas de ativos, passivos e uma contabilidade complicada e tudo precisa passar pelo escrutínio de uma SEC pra abrir IPO numa Nasdaq. Então você sabe que se o IPO aconteceu, algum mínimo de cuidado foi tomado antes de você pode entrar numa XP da vida ou Robinhood e efetivamente comprar a ação.

A grosso modo o que o Ali explica é: e se desse pra criar uma empresa de fachada. Alguns milionários celebridade se juntam, colocam um X de capital inicial, e abrem essa empresa pro público via IPO. Como não tem funcionários, máquinas, ativos nem nada, o processo de revisão fica muito mais simples. Só que aí vem o truque, agora essa empresa pode comprar uma outra menor, uma dessas startups podres, de origem duvidosa que não passariam pra um IPO normalmente. Mas como agora ela foi comprada por essa empresa de fachada, que é pública, essa startup se torna pública.

Entenderam o truque? É o que se chamaria de "loophole" ou brecha nas leis que permitia esse tipo de manobra. A startup sozinha jamais passaria pelo escrutínio do SEC. Mas ela sendo adquirida, automaticamente passa a fazer parete de uma empresa com capital aberto e que você poderia agora comprar ações na bolsa de valores.

Pra você ter uma noção, de 2013 a 2019 tinha 2, talvez 3 IPOs de SPACs. No melhor ano que foi 2019 teve 13. Em 2020 esse número foi pra 77, que é mais que todos os SPACs que teve desde 2013 somado! E em 2021 já deve mais de 50. Por isso que do fim do ano pra cá parece que o número de investimentos aumentou dramaticamente.

Em vez de só virar um VC e investir em startups em começo de carreira, essas SPACs abrem capital baseado na reputação dos seus fundadores, usar pra comprar essas startups e captar dinheiro de investidores incautos. Exemplo é uma AJAX I cujo time inclui nomes como Kevim Systrom, co-fundador do Instagram, Jim McKelvey, co-fundador da Square ou a Reinvent Technology Partners que tem o fundador da Zynga, Reid Hoffman, co-fundador do LinkedIn; ou a Altimeter Growth Corp que tem o Brad Gerstner que ficou famoso por ter investido no Facebook, Airbnb, Uber e Unity.

Eu falei que se aparece o nome Softbank em algum lugar suspeito, e se aparecer o nome de uma SPAC em algum lugar eu atravesso a rua e saio correndo. Desde a recuperação da crise de 2008 tudo só vem crescendo. E depois dessa crise eles tem a convicção que se algo der errado, papai banco central vai imprimir mais alguns bilhões e salvar todo mundo. Porque tem aquela desculpa de que se empresas X ou Y falirem vai causar disrupção em algum serviço considerado importante pelos eleitores, vai causar demissões em massa, e nenhum político gosta disso.

Pra ter esse nível de proteção, a melhor coisa que essas empresas podem fazer é inflar rápido, gastar como se não houvesse amanhã pra ficar grande e difícil de ignorar, mesmo sem ter nem um plano pra gerar lucro. E esse dinheiro vai vir de mim, de você, dos seus pais. Seja diretamente vendendo essas ações pra gente ou indiretamente quando o governo fizer bail neles e comprar os ativos sujos, como fez com os ativos imobiliários radioativos que eram os MBS 10 anos atrás. E como tá acontecendo agora.

Na década onde redes sociais se tornaram ubíquitas, nasceram celebridades instantâneas e no mundo de empreendedorismo levou nomes como os Elon Musk da vida a nível de deuses gregos que tem o toque de Midas. Se ele falou que dá dinheiro, eu compro. Só isso já foi suficiente pra inflar a corrida pelas startups e uma década de crescimento sem parar. Num mercado que tudo cresce, é fácil você ser guru, só falar que tudo cresce. Assim que aparece umas Cathie Wood da vida.

Daí você decide ir pro próximo nível, captar Mais dinheiro Mais fácil, daí aparece nomes como Chamath Palihapitiya que aparece falando coisas muito razoáveis, e se coloca na posição de dizer como o mundo de VCs é corrupto e como ele só ele é o salvador da pátria, impulsionando um segmento ainda mais controverso, pra dizer o mínimo, que são SPACs. Muitos consideram SPACs literalmente golpes a céu aberto. E eu não tenho muitos motivos pra discordar.

E agora você cria a tempestade perfeita. Uma pandemia, quarentenas e ondas massivas de pânico que abrem os cheques em branco de todos os governos, emitindo volumes massivos dinheiro. Aumentando ainda mais a inflação no mercado financeiro, que já tava inflacionado. Por isso você tem tanta nova startup recebendo investimento. Muitos querendo abrir IPO o quanto antes pra aproveitar a onda ou se vender pra algum SPAC.

A lei do dia é captar dinheiro da população, seja diretamente ou indiretamente convencendo instituições como fundos de pensão. E eles não tem muita opção porque a taxa básica de juros tá no zero e investimentos mais seguros como renda fixa e tesouro tão rendendo pouco ou nada. Só resta ir pro mercado de risco. Entenderam como as coisas vão fechando?

Eu fico sempre suspeito de empresa que aumentou sua propaganda do nada falando "olha como nossos números são da hora". O marketing funciona assim: você não tem lucro, então chama "despesa" de "investimento" e vai falando assim: nossos investimento aumentaram em X milhões, aumentamos o número de funcionários pra Y milhares, nossa fatia do mercado aumentou Z porcento. Mas você não vê menção à palavra "lucros" ou "quando" pretendem dar lucro.

E outro sintoma fácil de ver é quando, de repente, certa empresas começam a publicar como tem roadmaps de investimento e começam a contratar a rodo. É o que eu chamo de engordar o porco antes do abate. Já que não tem lucro, já que talvez a receita não seja grande coisa, faz parecer que você é a próxima Amazon, contrata gente como se não houvesse amanhã pra parecer que é uma empresa muito melhor do que realmente é, preparando pra vender pra alguém. E agora que tem um monte de SPAC, aumentou o número de compradores.

E as outras grandes empresas tradicionais também querem comprar pra aumentar o valor das ações. Não se engane, o que todo mundo tá correndo pra fazer é engordar esse porco o mais rápido possível pra aproveitar esse momento do mundo onde todos as estrelas se alinharam pra facilitar. A tempestade perfeita.

Não fiquem surpresos de serem convidados pra uma startup promissora, com um roadmap bonito, e bla bla pra depois ver ela sendo vendida e os donos dando exit e saindo o mais rápido possível. O objetivo nunca foi criar bons produtos e bons serviços e ter lucro, mas sim alavancar o que tem, passar batom no porco pra você se convencer que tá indo pra próxima Amazon. As coisas não são fáceis assim. E aqui vale aquele velho ditado: se a esmola é muita até o santo desconfia.

Dependendo de quem você ler, vão te dizer que essa mamata de SPACs que inflaram ano passado tão estourando agora. Segundo a Bloomberg o volume de IPOs normais voltou a superar os de SPACs que, até março deste ano, ainda era gigante. Olha nesse gráfico, a parte amarela é o número de IPOs e em branco o de aquisições por SPACs, os famosos negócios de cheque em branco. Em Abril crasheou a níveis que não se via a meses. Não dá pra dizer ainda, mas é possível que o dinheiro que muita gente contava vai secar. Provavelmente pode ter a ver com notícias de que a SEC finalmente começou a investigar essas possíveis fraudes.

Alguns comparam essa bolha de tech com a das pontocoms do começo do século. Por menos que isso a bolha estourou. Já passamos desse ponto faz algum tempo. Ou você acredita que uma Tesla vale o que vale? No começo de 2020 uma ação da Tesla valia 80 dólares. Em maio de 2021 tava valendo 630 dólares. É mais de 600%. É a empresa que mais engorda o porco. Promessas e mais promessas. O Musk aprendeu como lidar com redes sociais e fazer propaganda. Entre um produto que funciona ela inventa meia dúzia que é só promessa. E assim vai indo.

Esses são alguns sintomas que vejo só ao meu redor. Eu como investidor até que conservador, fico longe de VC ou SPAC. Hoje não é dia ainda de falar de criptomoedas, mas com todos os governos imprimindo dinheiro como se não houvesse amanhã e inflação chegando, obviamente parte do meu investimento eu deixo em criptomoedas, metais (ouro, prata) e commodities. Em momentos assim é importante ter alguma coisa que não tem como multiplicar do nada. Se uma hiper-inflação chegar, são os ativos que não vão perder valor.

Se você não tem dinheiro sobrando pra investir, não tente multiplicar fácil fazendo manobras arriscadas que você certamente não entende e nenhum video de youtube vai conseguir ensinar. Como mexer com opções, derivativos ou investimento com margem. Isso é cassino mil vezes piorado. É 100% de certeza que você vai perder e ainda vai ficar devendo pra alguém.

A única coisa que eu considero sensível agora é evitar ficar empolgado e fazer financiamentos de longo prazo. Embora os juros pareçam razoáveis, os preços de tudo tão inflacionados. É receita pra dar ruim. E eu tomaria muito, mas muito cuidado com promessas de ir pra fora do país. Todo mundo tá engordando o porco, cansei de ver empresas desconhecidas de fora oferecendo isso. Eles ganharam tempo por causa das quarentenas e fronteiras fechadas. Na hora do vamos ver, dão pra trás.

O momento agora é de acumular fundos e não de gastar a menos que realmente precise. Se não deu pra surfar esta onda, vão vir outras, mas o risco é você cair em FOMO - que é fear of missing out -, de ver os outros se dando bem e só você não, daí entrar numa aposta arriscada fraudulenta e perder tudo. Nunca invista em nada que você não estudou muito bem. E nunca, nunca, jamais siga gurus financeiros. Não existe riqueza fácil.

Assim como aconteceu em outras bolhas, milhares ou milhões de investidores de varejo não só estão comprando ações de empresas que eles viraram fãs, como Tesla da vida, mas estão comprando opções de compra. Foi o que já expliquei: você vê a ação hoje custando 200 dólares, mas como é fã do Musk, acha que vai chegar fácil em mil dólares, então compra opção de compra alavancado. Porque quando expirar você tá apostando que vai estar mil, mas aí só tem que pagar os 200 que é o preço de hoje.

O problema é se a ação cair, digamos pra 100 dólares. Agora você continua sendo obrigado a pagar os mesmos 200 e tomar prejuízo. Se investiu com margem, vai tomar chamada de margem e vai se endividar ou quebrar. Isto é uma recomendação: não brinque com opções e muito menos combinado com margem, é receita pra desgraça. Nem todo mundo nasceu pra ser trader. E é isso que pode acontecer se a bolha estourar: milhões de pessoas tomando chamada de margem ao mesmo tempo, sem tempo pra fazer nada a não ser ver o colapso multiplicando seu prejuízo, causando um efeito dominó de crash.

E não custa avisar de novo: nada do que falei é recomendação financeira. Não compre ou venda nada por causa do que falei. Quando eu falo de cassino fica parecendo que sou anti-apostas, mas nada disso, sou totalmente a favor. Se ninguém se arriscasse, tudo seria mil vezes mais devagar porque de fato, no meio de mil lixos, sai uma Apple da vida de vez em quando. Alguém teve que apostar nos novecentos e noventa e nove outros que deram errado.

Todo mundo é adulto e se você se arrisca e perde, a culpa é 100% sua, de mais ninguém. Ninguém botou uma arma na sua cabeça pra fazer a aposta. Existem formas de fazer investimentos mais seguros, mas pra isso você precisa fazer o mesmo que em qualquer profissão: sentar a bunda na cadeira e estudar. Isso leva anos.

Este canal não é feito pra ninguém que acredita em leprechauns e pote do ouro no fim do arco íris, só em estudo e trabalho, então se ficaram com dúvidas mande nos comentários abaixo, se curtiram o video deixem um joinha, assinem o canal e clique no sininho, e compartilhem o video pra ajudar o canal. A gente se vê, até mais.

tags: akitando softbank fintech spac venture capital economia

Comments

comentários deste blog disponibilizados por Disqus