RubyConf Brasil 2011 - Palestrantes Internacionais

2011 October 14, 03:28 h - tags: rubyconfbr2011

se inscreveu para o RubyConf Brasil 2011? Não se esqueçam, estamos quase lá! Será nos dias 3 e 4 de Novembro. Se ainda não se inscreveu, não perca tempo para não perder seu lugar!

Este ano teremos diversos palestrantes de todos os cantos do mundo. Se ainda não viu a lista completa de palestrantes e palestras, acesse o site do evento e cheque a programação.

O grande Aaron ‘Tenderlove’ Patterson dispensa apresentações. Um dos contribuidores mais importantes do Ruby on Rails e ao mesmo tempo o único que ao mesmo tempo também é committer do Ruby Core, Tenderlove já contribuiu com quantidades massivas de código, desde a época em que criou o famoso parser XML Nokogiri, até acertar as partes internas do ActiveRecord com PostgreSQL e realizar centenas de ajustes e refatoramentos, ele irá nos mostrar muita coisa da parte interna do Rails, seu funcionamento atual, como podemos tirar o máximo proveito dele e como o Rails ainda pode ser melhorado. Se quiser saber mais sobre a engenharia do Rails, não deixe de procurar o Aaron.

Para começar, apesar se ser brasileiro, Leonardo Borges, que já palestrou na Rails Summit, viajará da Austrália, onde trabalha pela Thoughtworks para contar sobre um case onde atuou com Ruby on Rails para ajudar nas enchentes que acometeram a Austrália meses atrás. Agilidade, qualidade e utilização recursos como cloud computing, devem dar uma boa idéia de como utilizar esses recursos.

Também da Thoughtworks teremos Nigel Fernandes que nos falará sobre um assunto que provavelmente todo programador e toda empresa já enfrentou: utilizar softwares “de prateleira” como CMS que nunca foram feitos para encaixarem em práticas de desenvolvimento ágil. Nigel nos trará sua experiência na área e como adicionar diversas práticas ágeis em ambiente com esses tipos de produtos. Uma palavra chave para sua palestra: “server-side mashup”. Quer trazer mais valor à sua empresa e otimizar seus processos? Assista à palestra do Nigel.

Eu estive no Japão alguns meses atrás (e ainda estou devendo muito conteúdo que ainda não tive tempo de compilar), mas agora diretamente da Terra do Sol Nascente teremos nada menos do que 2 grandes palestrantes!

Um dos keynotes será de Ian McFarland, trabalhou em todos os cantos da internet, aliás, na internet desde antes de Tim Berners Lee inventar o HTTP. Ele participou de grandes startups como Friendster. Teve participação importante na hoje famosa Pivotal Labs e agora é CTO na empresa japonesa Digital Labs. Ele faz parte do movimento ágil desde muito antes de muitos de nós sequer ouvir falar em agilidade e agora nos trará sua experiência de anos de vivência em Agile e Lean UX.

Também vindo do Japão, o ph.D em Ciência da Informação e Tecnologia, Koichiro Eto, faz pesquisas na área de técnicas de desenvolvimento ágil, extreme programming. Publicou um livro sobre o assunto no Japão, e virá trazer a perspectiva do Oriente sobre Agilidade e desenvolvimento de software. Nos conhecemos durante minha estada em Tóquio e está muito empolgado para nos visitar pela primeira vez.

Atualmente todos os programadores brasileiros já entendem que não apenas de Rails vive o Ruby. Muitos já utilizaram outros frameworks como o também famoso Sinatra. E agora vocês terão a chance de conhecer seu atual mantenedor Konstantin Haase, que virá da Europa para nos falar de uma das tendências mais quentes do desenvolvimento web: a programação assíncrona baseada em eventos, e como tirar proveito disso utilizando tecnologias Ruby como Rack. Não deixe de conversar com Konstantin para entender melhor como o Ruby é altamente adequado para fazer tudo que os melhores da área como Node.js fazem.

Também diretamente da Europa, não deixem de conhecer Nick Sutterer. Se você desenvolve com Rails e quer o melhor em componentização, já deve conhecer as tecnologias Cells e Apotomo que ele desenvolveu. Mais do que isso, já deve saber que ele também vem fazendo avanços no uso de HTTP Restful dentro do Rails. E é exatamente sobre isso que ele vem palestrar, sobre arquiteturas Restful e sistemas distribuídos. Se você se interessa por arquiteturas, definitivamente precisa trocar uma palavra com o Nick que também está extremamente animado de vir conhecer a América Latina.

Nascida do grupo New Bamboo da Inglaterra, temos um produto que está cada vez maior, o Pusher, um dos meus serviços favoritos. Especialmente focado para quem quer entregar soluções escaláveis utilizando programação assíncrona orientada a eventos e envio de mensagens, mas que não quer se preocupar em criar e dar manutenção sozinho numa infraestrutura dessas. Martyn Loughran virá nos explicar como você pode tirar proveito dessa tecnologia em suas aplicações, independente se seu projeto é em Ruby, Java ou qualquer outra plataforma.

Entre a Europa e o Japão, temos a famosa Índia. Diretamente de lá teremos o fundador da Safew Labs, o indiano Saurabh Bhatia. Nem só de gigantes fábricas de software é feito o mercado de TI indiano. Também temos diversas consultorias e software shops focadas em novas tecnologias e que prestam serviços em Ruby e Rails. Novamente para adicionar mais conteúdo ao assunto de programação assíncrona, Saurabh palestrará sobre tecnologias maduras como XMPP, Jabber e integração com novas tecnologias como HTML 5 Websockets, por exemplo. Como podem ver, este tema é quente e você precisa saber como todos ao redor do mundo estão evoluindo.

Dos Estados Unidos teremos Ivan Moscoso, responsável pela engenharia do Groupon, uma das startups de crescimento mais rápido dos últimos tempos, saibam que eles utilizam tecnologias Ruby em diversos aspectos de seu desenvolvimento. Quem ainda tem dúvidas se Ruby serve para escalar em grandes produtos, do tamanho de um Groupon, não deixe de assistir à palestra do Ivan para sanar todas as suas questões.

Ivan Acosta-Rubio, vem da Flórida para nos falar bancos de dados NoSQL, especificamente sobre uma dúvida que muitos programadores brasileiros devem ter: sabemos como usar ActiveRecord com bancos relacionais, já temos sistemas feitos desta forma. Agora queremos tirar proveito de bancos como MongoDB. A primeira pergunta é: como realizar esta mudança? Pode até parecer simples à primeira vista, mas Ivan palestrará sobre as dificuldades nesse tipo de migração e truques que irão ajudá-lo nos seus projetos reais.

A RubyCentral, detentora da marca “RubyConf” também estará presente. Desde 2008, na primeira Rails Summit, já tivemos as presenças de Chad Fowler, Rich Kilmer, e da diretoria original (hoje ela é composta também por Ben Scofield e Evan Phoenix), só faltava o grande David Black, que está na comunidade Ruby ocidental desde seus primórdios, já publicou livros sobre Ruby e nos trará um Keynote falando sobre a linguagem Ruby, nos ajudando a polir nosso entendimento sobre a filosofia da linguagem e sua cultura.

Agora, a América Latina também estará muito bem representada. Além da massiva quantidade de grandes rubistas brasileiros, vindo diretamente do Uruguai, temos Evan Henshaw, fundador da consultoria uruguaia Cubox S.A. Na verdade ele é americano, foi arquiteto em grandes empresas dos Estados Unidos como Yahoo Fire Eagle e Odeo.com e agora apostou na América Latina como seu quartel general. E justamente ele virá nos falar sobre Lean Startups e muito conhecimento sobre empreendedorismo, como criar negócios e tudo que um programador deveria saber antes de começar a empreender.

Da Costa Rica teremos Roberto Rodriguez Artavia que tem muita experiência no mercado de ERPs e CRMs, também é um empreeendedor na área de redes sociais e aplicativos de colaboração e atualmente está engajado no desenvolvimento de front-ends modernas em Javascript com Rails, que é o assunto de sua palestra. Na área de front-end o assunto é como criar aplicativos mais complexos e robustos com Javascript que se comportam quase como aplicativos nativos, sem “reload” de páginas, com grande usabilidade e ao mesmo tempo sem criar quantidades massivas de código Javascript “macarronizado”. Este é o difícil tema que Roberto virá desenrolar para que seus próximos aplicativos estejam dentro das novas tendências.

Finalmente, do México teremos Marcelo de Moraes Serpa. Falamos muito sobre autenticação, single sign-on, temos dezenas de alternativas no assunto mas poucos olharam para o que a indústria já explorou sobre o assunto, mais especificamente sobre o SAML, ou Security Assertion Markup Language. Muitas grandes empresas se preocupam com integração a esse tipo de padrão. Portanto se você é um desenvolvedor Ruby que trabalha para grandes empresas, deveria assistir a o que o Marcelo tem a nos dizer sobre este assunto importante. E não, autenticação está longe de se restringir a uma mera tabela de usuários no MySQL.

Como podem ver, muitos assuntos importantes sendo representados por profissionais com experiência em cada uma destas áreas, aplicando em projetos ao redor do mundo. Mais do que assistir às palestras, esta é a oportunidade para entender que problemas os rubistas dos Estados Unidos, Europa, Japão e América Latina estão enfrentando e quais soluções estão se provando em projetos reais.

Não vai perder esta oportunidade, certo? Então se inscreva agora mesmo e garanta seu lugar. Você não encontrará oportunidade igual tão cedo (só na RubyConf do ano que vem!)

Comments

comentários deste blog disponibilizados por Disqus