Capistrano 2.2.0 Lançado

2008 February 27, 23:45 h - tags: rails obsolete

Diretamente do blog. Aqui vai a tradução para todos acompanharem:

Capistrano é um utilitário para gerenciar servidores remotos e automatizar tarefas remotas. É popularmente usado para deployment de aplicações Rails (mas pode fazer muito mais!). A versão 2.2.0 está disponível agora:

gem install capistrano

A versão 2.2.0 tem as seguintes mudanças:

Funcionalidade: Definição dinâmica de roles (papéis). O método role() agora aceita um bloco, que pode retornar tanto o nome do host, um objeto Capistrano::ServerDefinition, um array de nomes de host ou um array de Capistrano::ServerDefinition. Isso pode ser usado para descrever os servidores em um role em momento de execução:

1
2
3
4
role :app do
  hosts = some_method_that_looks_up_the_current_hosts
  hosts[0,3]
end

Funcionalidade: Definições alternativas de roles server-centric, usando o método server():

1
2
3
4
5
role :app, "server" 
role :web, "server" 

# the above is the same as this:
server "server", :app, :web

Funcionalidade: Suporte a uma opção :max_hosts em tarefas, isso restringe a tarefa para que seja executada em um número limitado de hosts de cada vez, em pedaços. Isso ajuda as pessoas que usam Capistrano com um número muito grande de servidores, e previne que entrem em gargalos de conexão e de ficarem sem memória.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
task :ping, :max_hosts => 100 do
  # anything here will only run against 100 hosts at a time
end

# alternatively, you can pass :max_hosts to the run command itself for
# finer granularity
task :pong do
  # this will run on ALL hosts at once
  run "something" 

  # this will run on no more than 100 hosts at a time
  run "something-else", :max_hosts => 100
end

Melhoria: Melhor suporte a GIT!

Melhoria: Prompt de password para Mercurial.

Melhoria: Implementa Bzr#next_revision para que mudanças pendentes possam ser reportadas corretamente, e usa checkout – mais leve em vez de branch.

Melhoria: Trás de volta as variáveis :p4sync_flags e :p4client_root para Perforce.

Além disso, há várias pequenas correções de bugs que foram consertadas. Vocês podem ver no CHANGELOG para ver os detalhes sórdidos.

E como sempre, reportem bugs através do Rails trac, em http://dev.rubyonrails.org/. E se ainda não tiver assinado ao Capistrano mailing list, é onde todos os bons cappistas se juntam.

Comments

comentários deste blog disponibilizados por Disqus