GIT on Cygwin on Windows

2008 February 13, 15:43 h - tags: git windows obsolete

GIT é uma ferramenta muito nova, portanto, ao contrário do Subversion, não tem nem perto do mesmo nível de suporte multi-plataforma, integração de sistemas, nem ferramentas. GIT é o Rails do mundo de SCM (Source Code Management) ;-)

Uma das suas deficiências é que não há nada tão simples quanto um setup.exe para instalar o Subversion ou um TortoiseSVN para gerenciar graficamente seus repositórios. Quem é do mundo Linux/Mac já está acostumado a utilizar o poderoso ambiente Unix. Sim, o Shell é mandatório para qualquer bom desenvolvedor, get over it.

Alguns dizem que GIT não roda no Windows. Nada mais longe da verdade. Eu disse que não é tão “simples” mas nem por isso é difícil (se bobear é até mais fácil do que com o MacPorts :-). Acabei de configurar meu Windows (rodando em Parallels, claro) com GIT e ele funciona perfeitamente. Tanto o GIT normal quanto o poderoso git-svn. Como? Simples, instale Cygwin. Ele já é um pacote compilado para Cygwin.

Baixe o setup do Cygwin (que deve ser menos de 500kb). Você precisa estar conectado à internet para continuar a instalação. Você escolhe “Install from Internet”, deixa o diretório padrão que ele recomenda, escolhe um servidor mirror (por exemplo, do UOL) e escolhe os pacotes.

Aqui uma dica: escolha o pacote GIT e também escolha os pacotes subversion e subversion-perl. Não desmarque os outros que já estão recomendados. Feito isso, apenas deixe ele baixar os pacotes e vá tomar um café. Se sua internet for rápida como a minha, nem tempo para o café você vai ter. No final, ele vai instalar algo em torno de 170Mb no seu disco. Bastante pouco para hoje em dia.

Seu desktop agora terá um shortcut que em vez de abrir o tradicional console DOS, vai abrir um shell Bash. De lá é como se você estivesse num terminal Linux/Unix. Funciona “quase” tudo parecido. Comandos básicos como ls, ps, kill, grep, cat, tail, head, estão todos lá. Não é que ele rode tudo do Linux de forma binariamente compatível: ele apenas roda programas e ferramentas que foram previamente compiladas para essa plataforma. Ela apenas torna mais fácil portar aplicações de Linux para Windows.

Isso dito, está tudo pronto: basta seguir os diversos tutoriais de git e se divertir. Ah sim, existe até mesmo como rodar Ruby e Rails via Cygwin, em vez de usar o famigerado One Click Installer. É a mesma coisa: abra o setup, escolha o pacote de ruby e instale. Se já tinha instalado via One Click Installer, não esqueça de retirar a variável de ambiente RUBYOPTS, conforme avisa este blog

Para quem não pode migrar nem para Linux, nem para Mac, por diversas razões (sua empresa não deixa), Cygwin é uma alternativa.

Comments

comentários deste blog disponibilizados por Disqus