Off Topic: Desbloqueando o iPhone 1.1.1

2007 October 12, 06:53 h - tags: iphone obsolete

Minha noite começou às 22:50. São 6:30 e ainda não acabou. Passei a noite inteira tentando mas aprendi algumas coisas interessantes.

Quem leu meu artigo original viu que o desbloqueio do firmware 1.0.2 foi razoavelmente simples. Porém eu queria fazer upgrade para 1.1.1 e ainda assim desbloquear. Não foi possível até esta semana. Meu irmão e alguns amigos compraram iPhones também mas eles já vieram de fábrica com o 1.1.1.

O 1.1.1 é o firmware que ‘quebra’ o desbloqueio. Há alguns dias já era possível fazer o downgrade do firmware para 1.0.2. É razoavelmente fácil. Mas há um ‘porém’, o baseband – o componente responsável pelo lado ‘fone’ do iPhone – não era possível de voltar atrás. Ou seja: você consegue retornar o sistema operacional/applicativos para o 1.0.2 e com isso é possível ativá-lo e fazer jailbreak, o que significa que o iTunes não mais pedirá para ativar com a AT&T, mas isso só o torna um iPod Touch, porque o desbloqueio do SIM Card é justamente feito no baseband.

  • Ativar – conseguir usar o iPhone como iPod Touch: sem isso o iTunes abre a tela de ativação da AT&T e o iPhone só consegue fazer ligações de emergência. Ativando ele abre o menu e deixa usar os aplicativos. Programas que conseguem fazer isso são o iBrickr e o iNDependence.
  • Jailbreak – conseguir colocar a partição do iPhone como read/write e instalar algumas ferramentas como um servidor OpenSSH. É a vantagem do iPhone ser um verdadeiro Unix por baixo. Você literalmente copia arquivos nele via SFTP/SCP e pode conectar via SSH para executar comandos – que foi como eu fiz o primeiro unlock. Uma vez jailbroken, com aplicativos como AppTap (Installer.app) é possível instalar dezenas de aplicações nativas feitas pela comunidade.
  • Desbloqueio, Unlock, SIM Unlock – modificar o iPhone para que ele aceite qualquer cartão SIM GSM. Esta é a parte mais difícil e só existem 2 soluções: anySIM (do iPhone Dev Team, que é free) e o SimFree (do iPhone SIM Free, que é comercial). Existem variações do anySIM que nada mais é do que uma GUI para um conjunto de pequenas ferramentas (as mesmas que eu rodei via linha de comando). Dentre as micro-ferramentas que usamos estão o iEraser – que zera o baseband e é perigoso nas mãos de novatos -, o bbupdater – ferramenta da própria Apple que faz o reflash do baseband -, o minicom – que fala com o modem do aparelho, se não me engano é quem mexe com o NCK (um contador que limita a quantidade de unlocks possível num aparelho).
  • Brick, Bricking – ativar, fazer jailbreak e desbloquear só era possível no firmware 1.0.2. Até este momento ainda não era possível fazer nada como o 1.1.1. Há alguns dias foi possível fazer downgrade (voltar de 1.1.1 para 1.0.2), há poucas horas foi possível fazer jailbreak direto na 1.1.1. Mas ainda não era possível desbloquear. Brick significa Tijolo, significa que seu iPhone não serve para nada.

É importante entender esses termos porque eles são usados em todas as páginas. Importante: quem não sabe se virar sozinho NÃO deve tentar fazer isso. Ninguém tem paciência para responder o que já está no Google. No canal #iphone deu para ver isso.

Pior ainda: se você já tinha feito o desbloqueio no seu 1.0.2, fazendo a atualização o fone seria ‘bricked’ como dizem, literalmente faz o iPhone se tornar o tijolo mais caro do mundo. Isso porque a solução do anySIM – o desbloqueio do SIM Card – faz hacks no baseband e a atualização tenta passar por cima e fazendo isso perde-se o IMEI do aparelho. IMEI é o número de identificação único de cada aparelho (ICCID é o número único de cada SIM Card).

Ontem saiu a receita de como zerar o baseband e fazer o re-flash para o baseband antigo, saindo da versão 04.01_13G (1.1.1) para 03.14_08G (1.0.2). Literalmente trazendo tanto os iPhones ‘bricked’ quanto os que vieram de fábrica com 1.1.1 de volta para o mundo do 1.0.2.

Eu fiz exatamente isso seguindo a receita do iPhone Elite Team (uma facção ‘reacionária’ que veio do iPhone Dev Team original). Não é uma receita para novatos, mas se você sabe o que está acontecendo não é difícil. Passei a madrugada no #iphone e pelo visto muita gente estava perdida. Fui lá em busca de dicas e no final fui eu que ajudei algumas pessoas a terminar o procedimento. Para começar, precisa-se de um arquivo que não está publicamente disponível em lugar algum.

Enfim, eu propositadamente fiz o upgrade no meu iPhone (sim, eu sou meio louco mesmo). Uma vez no 1.1.1, perdi meu desbloqueio e meu fone ficou ‘bricked’, com o IMEI 00 4999901 064000 0.

Executei o procedimento e consegui voltar meu iPhone para 1.0.2, tanto o firmware (sistema operacional) quando o baseband. Rodei o anySIM e BOOM, voltei a ter o iPhone desbloqueado.

Agora, acabei de atualizar novamente para 1.1.1, fiz o procedimento todo e estou com o iPhone com o baseband ‘danificado’ (sem o IMEI correto). Desta vez estou aguardando para rodar o programa comercial SimFree (iPhone SIM Free, também conhecido como ISPF). Este programa roda do iPhone e precisa que ele esteja com o WiFi conectado na internet pois ele verifica a minha licença nos servidores deles. Sem isso eu não posso desbloquear.

Ou seja, no estado atual, estou com o iPhone de volta ao 1.0.2, ativado, jailbroken, com SimFree instalado e sem refazer o reflash do baseband. Teoricamente o SimFree irá corrigir o baseband danificado e fazer o desbloqueio do GSM. Depois vou mais uma vez atualizar para 1.1.1 e tentar o jailbreak do 1.1.1. Daí terei um iPhone desbloqueado, ativado e jailbroken na versão 1.1.1, que é meu objetivo.

O SimFree é vendido em revendas (não comprem na do Brasil, é uma das mais caras. Eu paguei US$ 59 na freeit4less.com e aqui estão cobrando R$ 190). Você baixa o software gratuitamente (versão 1.6) e paga para poder registrar seu IMEI no servidor deles. A vantagem do SimFree é que diferente do anySIM ele não danifica o baseband e ainda é – até agora – resistente a atualizações de firmware.

Quem quiser se arriscar está por conta e risco. Se você não pode abrir mão do seu iPhone caso ele se danifique permanentemente, nem tente. Isso é só para quem não se incomoda de comprar outro depois.

Update 13/10/07 7:13AM: FINALMENTE!! Estou com meu iPhone atualizado para o novo firmware 1.1.1, ativado, jailbroken e desbloqueado com iPhone Sim Free!! Deu trabalho. O procedimento de jailbreak e ativação do iPhone Dev Team NÃO DEVE SER TENTADO POR AMADORES! Faça a vocês mesmo um favor: se você não nunca lidou com shell de Unix, se sequer sabe para quê serve um known_hosts de SSH, espere. Em breve deve sair um programa com interface gráfica que fará todo o procedimento de maneira mais simples. Para os que gostam de se arriscar: o procedimento funciona, mas há vários problemas que podem ou não acontecer no meio do caminho e cada um vai ter que deduzir a solução em tempo real.

Chega, duas noites varadas é demais. Hora de dormir :-)

Update 05/11: Para quem acabou de comprar um iPhone existe agora uma maneira trivial de desbloqueá-lo. Leiam o procedimento no iPhoneAtlas. Funciona apenas em iPhones “virgens”! Um iPhone recém-comprado deixa apenas liberado para realizar chamadas de emergência. Para entrar nele você precisa ativá-lo com a AT&T, por exemplo. Mas existe um “bug” que permite você acessar o Safari usando alguns códigos no teclado numérico. A partir do Safari você se conecta em um site e ele usa outro bug, no próprio Safari, para fazer download e instalar os programas que você precisa. Alguns minutos depois o iPhone estará completamente ativado e desbloqueado para qualquer SIM Card. Apenas sigam as instruções. E cuidado!! A Apple vai lançar a versão 1.1.2: NÃO FAÇAM UPDATE PELO ITUNES!!!

Comments

comentários deste blog disponibilizados por Disqus